OSISA Web design Internet shutdown

Open Society Foundations (OSF)- África CONVITE PARA PROPOSTAS

OSF- África: Convite Para Propostas

A OSF trabalha a nível global para construir democracias vibrantes e tolerantes cujos governos sejam responsáveis, e abertos à participação de todas as pessoas. O trabalho da OSF, está comprometido com a Expressão, Justiça e Igualdade, com um trabalho transversal em torno do clima e da justiça intersectorial. A OSF-Africa procura promover prioridades semelhantes no continente, enraizadas e enquadradas a partir de uma perspectiva africana, para chegar aos desafios actuais e interligados de uma sociedade aberta.

Visão: Uma África integrada, vibrante, com respeito próprio e respeitada globalmente, caracterizada por governança democrática, desenvolvimento sustentável e sistemas económicos que ofereçam resultados mais justos, inclusivos e responsabilizáveis com, e para as pessoas e o ambiente em África.

Missão: Promover a justiça de género e os direitos das mulheres, aprofundar a democracia, a governança responsabilizável e o desenvolvimento inclusivo em África através de criação de subvenções e advocacia participativas e estratégicas.

A OSF-Africa apoia intervenções inovadoras com estratégias eficazes, que respondam aos bloqueios enraizados a nível político, de justiça e socioeconómico para uma sociedade aberta em África. Para além das ferramentas da concessão de subvenções, investigação e promoção dos direitos, procuramos aproveitar novas oportunidades e implementar ferramentas inovadoras tais como artes e cultura, tecnologia, litigação estratégica e investimento para o impacto, para resolver desafios da sociedade aberta.

Os países prioritários da OSF-Africa são Angola, Camarões, Chade, Costa do Marfim, República Democrática do Congo (RDC), Eswatini, Etiópia, Gana, Guiné, Quénia, Madagáscar, Malaui, Mali, Moçambique, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa, África do Sul, Sudão, Tanzânia, Uganda, Zâmbia e Zimbábue. A OSF-Africa procura agora propostas destes países ao abrigo dos seguintes pilares estratégicos (NOTA: São também bem-vindas propostas pan-africanas e sub-regionais):

EXPRESSÃO E PARTICIPAÇÃO:

• Resistir à captura dos processos e instituições democráticas
• Resistir à captura dos processos e instituições eleitorais
• Promover o acesso à informação, os direitos digitais e meios de comunicação independentes
• Promover a arte e a cultura
• Apoiar os defensores dos direitos humanos (HRD)

SEGURANÇA E DIREITOS:

• Apoiar a supervisão civil do, e um sector de segurança responsabilizável
• Apoiar a mudança de narrativa em torno da insegurança e do terrorismo
• Promover a segurança e protecção de mulheres e raparigas, e das minorias sexuais e de género, incluindo em áreas de conflito

RESPONSABILIZAÇÃO E JUSTIÇA:

• Promover a transformação e renovação institucional
• Reforçar os direitos humanos e os mecanismos de responsabilização legal a nível nacional, regional e continental
• Desafiar o poder corporativo visto que está relacionado com a captura
• Apoiar e reforçar os movimentos intersectoriais de direitos humanos e de responsabilização de base ampla

OPORTUNIDADE E IGUALDADE:

• Apoiar o acesso à justiça e direitos dos marginalizados
• Abordar a desigualdade apoiando políticas e práticas
• Apoiar os potenciadores e as reformas políticas catalisadoras
• Trabalhar para uma governança e justiça climática global justa

DIREITOS DAS MULHERES:

• Fortalecimento da produção e captação de conhecimento feminista intersectorial
• Apoiar movimentos feministas intersectoriais
• Fortalecer o campo para ancorar o trabalho dos outros pilares
• Posicionar os direitos das mulheres africanas a nível mundial

INICIATIVAS ESPECIAIS:

• Revigorar a sociedade civil pan-africana: descolonizar a academia e a investigação
• Promover a influência africana globalmente

A estratégia OSF-África com mais informação sobre os pilares estratégicos e os seus objetivos está disponível em inglês, francês e português.

Elegibilidade

A OSF-Africa concede subvenções principalmente a organizações africanas. A OSF-Africa poderá, excepcionalmente, financiar organizações internacionais sedeadas em África, comprometidas com a liderança, voz e acção africana. A OSF-Africa pode financiar instituições públicas, e também organizações sub-regionais e continentais. Poderemos apoiar o trabalho realizado por movimentos não registados e/ou indivíduos. As organizações interessadas devem submeter, em formato PDF, uma proposta de candidatura preenchida e um orçamento (em inglês, francês, ou português) e outros documentos mencionados no formulário de candidatura. As candidaturas que não forem submetidas com  toda a documentação relevante poderão ser atrasadas.

Submissão e Prazos

As propostas devem ser envidas por correio electrónico para OSF-Africa-Proposals@osisa.org. As propostas serão aceites até 30 de Abril de 2022. A OSF-Africa encoraja a submissão antecipada das propostas. As propostas recebidas após o prazo não serão consideradas.

 

A OSF-África recebe milhares de propostas por ano, e o tempo necessário para rever uma proposta varia de acordo com a complexidade da mesma. Poderá demorar entre três a seis meses desde o momento em que a proposta é recebida, até à tomada de decisão final. Será aconselhado em conformidade.

Os documentos de candidatura estão disponíveis aqui:

 

RELATED TOPICS



Top